O que nunca mais vai se repetir é o que torna a vida tão doce.

Emily Dickinson

fechar

Close

Mas eu me mordo de ciúme...

Você já teve uma grande crise de ciúme?

Tem tanta gente que passa a vida toda vivendo esse sentimento e achando tudo isso super normal. Mas será que é? Será que é bom sentir tanto ciúme?

O ciúme é um fruto bem amargo da falta de confiança, ele está intimamente ligado a nossa falta de autoestima e a nossa insegurança emocional. O ciúme pode ser nocivo para os relacionamentos e para as pessoas que convivem com a gente.

Muitos dizem que o ciúme é uma prova de amor... honestamente, não acredito nisso. Quando amamos de verdade tudo o que desejamos é o bem e a felicidade de quem amamos. O ciúme, com suas angústias e medos, faz exatamente o contrário: sufoca, prende, amedronta... é insustentável viver assim.

E como controlar o ciúme? O autoconhecimento é o melhor recurso para isso! Ter consciência e aprender a dominar nossas próprias emoções, aprender a viver com confiança sem criar certezas imaginárias sobre o outro e sobre nós mesmos.

Tente relembrar os casos trágicos de ciúme da literatura: Otelo de Shakespeare, Bento de Machado de Assis, Heathcliff de Emily Brontë, Armand Duval de Alexandre Dumas... algum deles teve um final feliz? Infelizmente não...

Liberte-se da inquietação mental causada pelas suspeitas e receios do ciúme, confie em você para ser capaz de confiar nos outros.

Loading...
Loading...